Select Page

Após 63 anos juntos, o casal morreu com apenas 20 min de diferença.

Após 63 anos juntos, o casal morreu com apenas 20 min de diferença.

O casal que vamos mostrar agora é a verdadeira prova de que ainda existem romances eternos. Eles cumpriram o famoso voto de casamento: “Até que a morte nos separe”. É impossível não se emocionar com amor assim, tão intenso e verdadeiro.

Henry e Jeanette De Lange se conheceram na década de 40, enquanto patinavam em uma pista de gelo de Sioux Falls, nos Estados Unidos. O jovem era um veterano de guerra e, a rapariga era uma cozinheira e organista.

Alguns anos mais tarde, em outubro de 1953, eles resolveram se casar e começaram uma vida em comum. Os pombinhos passaram mais de 60 anos juntos e felizes. Eles são um grande exemplo de amor verdadeiro e incondicional.

Eles se amavam tanto que morreram com apenas 20 minutos de diferença um do outro… parece uma história de filme, mas é bem real.

Um dos cinco filhos dos apaixonados, Lee De Lange, disse que “Como um casal, ambos se amavam loucamente (…) Eles visitavam constantemente seus filhos e netos, e viajaram bastante. Tinham uma vida plena”.

Jeannette De Lange foi diagnosticada com Alzheimer há oito anos atrás, e, quando deixou de poder fazer suas tarefas diárias, ela foi internada em uma clínica. Seu marido também não estava bem de saúde… ele estava lutando pela vida em um hospital para veteranos de guerra. Ele tinha câncer de próstata.

O idoso não conseguia viver sem a sua amada, então ele a visitava todos os dias sem exceção. Henry chegava a ir três vezes por dia. Eles comiam juntos, liam e jogavam bingo.

No dia 27 junho, os médicos disseram que o homem de idade morreria em pouco tempo. Então, ele resolveu se mudar para a clínica onde a sua esposa estava a viver, para passar seus últimos dias com ela.

 

ABC News

ABC News

Pouco tempo depois, no dia 3 de julho, a mulher de 87 anos faleceu às 17 horas. O esposo viria a falecer 20 minutos depois, com 86 anos.

“Quando minha mãe morreu, nós dissemos ao nosso pai que ele não tinha nenhuma razão para continuar lutando, e que poderia ir com ela. Pela primeira vez durante a tarde, ele abriu os olhos. Ele olhou para minha mãe antes de se inclinar para trás, e se deixar ir a poucos minutos mais tarde”, disse um dos filhos.

E você, também gostaria de partir junto com o seu amor? Compartilhe essa bela história com seus amigos e familiares!

Comentários

comentário(s)

Sobre o Autor

Total Idade

A Total Idade possui uma equipe focada no trabalho de curadoria de conteúdo. Artigos em diversas áreas do conhecimento são produzidos, compartilhados e disponibilizados para todos os interessados em adquirir conhecimento sobre a maturidade. A Total Idade leva ao leitor informações de alto nível, recebidas, compartilhadas e publicadas por colaboradores externos e internos.

Deixe a resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.