Em parceria com o Instituto Eldorado, a Microsoft desenvolveu o aplicativo Assédio Zero, que ajuda mulheres a identificar lugares com maior índice de assédio e risco de violência. A iniciativa tem como objetivo contribuir com o combate à violência contra a mulher. De acordo com informações do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, a cada 11 minutos uma mulher é estuprada no Brasil.

Assedio_app_imagem

Quem acessa o aplicativo pode posicionar o marcador de localização no mapa e selecionar o tipo de agressão – física ou verbal. Os dados coletados ficam armazenados na plataforma de nuvem da Microsoft. Assim, outras mulheres terão acesso ao mapa de calor em que é possível identificar facilmente os pontos mais violentos de cada região. Além disso, elas podem receber mensagens e avisos sobre os ataques em tempo real, uma informação que pode ser bastante útil para ações de segurança pública.

Assédio Zero já está disponível para Windows (mobile e PC) e Android, e em breve estará na loja iOS. Utilizando a mesma base tecnológica, a Microsoft lançou em maio o aplicativo Espaço Livre, que traça o mapa da homofobia a partir de denúncias de agressões que ferem os direitos de ir e vir da comunidade LGBT.

O app foi desenvolvido em um hackaton durante a Virada Digital, uma colaboração entre a Microsoft, o site Catraca Livre, o Instituto Eldorado e a empresa de serviços de TI Comparex, ocorrida na Virada Cultural 2016 de São Paulo. Essas duas inciativas reforçam o compromisso da Microsoft com a diversidade e com a convicção de que a tecnologia pode contribuir para a construção de uma sociedade melhor.

Fonte: https://www.blogmicrosoftbrasil.com.br/assedio-zero-aplicativo-ajuda-a-mapear-a-violencia-contra-as-mulheres/

Comentários

comentário(s)